clínica de Recuperação clínica de Recuperação clínica de Recuperação
X
Preencha os campos a seguir que nossos especialistas entrarão em contato com você!

name="frmForm">

Suicídio

Psiquiatria: Tentativa de Suicídio - Avaliação Clínica e Tratamento

Suicídio
Tratamentos
 
 
Suicídio

A tentativa de suicídio é um sinal de alarme. Revela a atuação de fenômenos psicossociais complexos em pessoas que vivem sob tensão e que expressam de modo agudo o seu padecimento.

Comportamento Suicida = Ato pelo qual o indivíduo se agride, independentemente do quão letal deseja que seja ou que haja um reconhecimento de sua atitude. É um ato deliberado de auto-agressão realizado na expectativa de ser fatal (OMS). Por sua vez é um ato não fatal, com frequência no intuito de mobilizar ajuda (“chamar a atenção”) (OMS). Não é um ato aleatório sem finalidade. Trata-se de um intenso sofrimento, associado a um conjunto de sintomas que na maioria dos casos configura um TRANSTORNO MENTAL TRATÁVEL.

Fatores de proteção de novas tentativas de suicídio

1 Suporte familiar, de amigos ou outros relacionamentos significativos;
2 Religiosidade, cultura e crenças étnicas;
3 Envolvimento comunitário;
4 Vida social satisfatória;
5 Integração social;
6 Acesso a tratamento especializado!

Fatores de risco de novas tentativas de suicídio

1 Doenças mentais crônicas (esquizofrenia, depressão maior, transtornos de personalidade, dependência química, entre outras);
2 Perda de emprego;
3 Estresse social;
4 Problemas no funcionamento familiar, sistemas de suporte; 5 Traumas físicos e abuso sexual;
6 Perdas pessoais;
7 Sentimentos de desesperança e baixa autoestima;
8 Problemas na orientação sexual;
9 Julgamento comprometido, falta do controle de impulsos, comportamento autodestrutivo;
10 Falta de habilidade em lidar com problemas;
11 Doença física e dor crônica;

O comportamento suicida é uma das situações mais frequentes em emergências psiquiátricas e uma das situações de maior dificuldade que demandam a intervenção médica especializada, pois permite o reconhecimento de um possível risco e proteção e intervenção adequada ao paciente.

Plano de Internação Psiquiátrica

A internação psiquiátrica pode ser considerada em diversas situações, entre as quais: obtenção de uma anamnese mais acurada; determinação do risco de suicídio num período mais longo de observação; auxílio ao paciente para que ele restabeleça a confiança em suas relações interpessoais; a necessidade de tratar o ato suicida com a devida seriedade, resgatando o paciente de uma situação estressante e provocando a conscientização dos familiares; reavaliação do tratamento psiquiátrico que vinha sendo administrado. Quando houver risco iminente de suicídio, recomenda-se a internação psiquiátrica, ainda que involuntária. Nesse caso, os familiares e a autoridade judicial competente devem ser comunicados.

Solicite agora o tratamento e tenha maiores informações, pela nossa Central de Atendimento ou nos envie um e-mail em nossa página de Contatos.